Jueves, 28 de octubre de 2010

La Comisi?n Justicia y Paz de la Conferencia Nacional de Obispos de Brasil (CNBB), ha publicado una declaraci?n condenando el uso de la fe cristiana en el proceso electoral, expresando su preocupaci?n por las acciones de muchos grupos que, en nombre de la fe cristiana "han creado dificultades para un voto libre y consciente?.

?

O MOMENTO POL?TICO E A RELIGI?O

?

?Amor e Verdade se encontrar?o. Justi?a e Paz se abra?ar?o? (Salmo 85)

?

?A Comiss?o Brasileira Justi?a e Paz (CBJP) est? preocupada com o momento pol?tico na sua rela??o com a religi?o. Muitos grupos, em nome da f? crist?, t?m criado dificuldades para o voto livre e consciente. Desconsideram a manifesta??o da presid?ncia da Confer?ncia Nacional dos Bispos do Brasil de 16 de setembro, ?Na proximidade das elei??es?, quando reiterou a posi??o da 48? Assembl?ia Geral da entidade, realizada neste ano em Bras?lia. Esses grupos continuaram, inclusive, usando o nome da CNBB, induzindo erroneamente os fi?is a acreditarem que ela tivesse imposto veto a candidatos nestas elei??es.

?

Continua sendo instrumentalizada eleitoralmente a nota da presid?ncia do Regional Sul 1 da CNBB, fato que consideramos lament?vel, porque tem levado muitos cat?licos a se afastarem de nossas comunidades e par?quias.

?

Constrangem nossa consci?ncia cidad?, como crist?os, atos, gestos e discursos que ferem a maturidade da democracia, desrespeitam o direito de livre decis?o, confundindo os crist?os e comprometendo a comunh?o eclesial.

?

Os eleitores t?m o direito de optar pela candidatura ? Presid?ncia da Rep?blica que sua consci?ncia lhe indicar, como livre escolha, tendo como referencial valores ?ticos e os princ?pios da Doutrina Social da Igreja, como promo??o e defesa da dignidade da pessoa humana, com a inclus?o social de todos os cidad?os e cidad?s, principalmente dos empobrecidos.

?

Nesse sentido, a CBJP, em parceria com outras entidades, realizou debate, transmitido por emissoras de inspira??o crist?, entre as candidaturas ? Presid?ncia da Republica no intento de refletir os desafios postos ao Brasil na perspectiva de favorecer o voto consciente e livre. Igualmente, co-patrocinou um subs?dio para forma??o da cidadania, sob o t?tulo: ?Elei??es 2010: ch?o e horizonte?.

?

A Comiss?o Brasileira Justi?a e Paz, nesse tempo de inquietudes, reafirma os valores e princ?pios que norteiam seus passos e a heran?a de pessoas como Dom Helder C?mara, Dom Luciano Mendes, Margarida Alves, Madre Cristina, Trist?o de Athayde, Ir. Dorothy, entre tantos outros. Estes, motivados pela f?, defenderam a liberdade, quando vigorava o arb?trio; a defesa e o an?ncio da liberdade de express?o, em tempos de censura; a anistia, ampla, geral e irrestrita, quando havia ex?lios; a defesa da dignidade da pessoa humana, quando se trucidavam e aviltavam pessoas.

?

Compartilhamos a alegria da luz, em meio a sombras, com os frutos da Lei da Ficha Limpa como aprimoramento da democracia. Esta Lei de Iniciativa Popular uniu a sociedade e sintonizou toda a igreja com os reclamos de uma pol?tica a servi?o do bem comum e o zelo pela justi?a e paz.

?

Bras?lia, 06 de Outubro de 2010.

Comiss?o Brasileira Justi?a e Paz, Organismo da CNBB?


Publicado por verdenaranja @ 22:17  | Hablan los obispos
 | Enviar